abertura baixa baixa 1 baixa 1a baixa 1b baixa 2 baixa 2a baixa 2b baixa 2c baixa 3 baixa 3a baixa 3b baixa 4 final baixa

Em 1850, o filósofo Ralph Emerson, em seu ensaio sobre a filosofia oriental, descrevia que o ying e yang estava presente na polaridade, na ação e na reação, na escuridão e na luz, no calor e no frio, no masculino e no feminino, na inspiração e na expiração, etc.

Tudo na natureza é dividido, de modo que cada coisa constitui uma metade que precisa ser completada por uma outra coisa, como o espírito e a matéria, subjetivo e objetivo, interior e exterior, movimento e repouso. Os pólos se complementam entre si para que exista um equilíbrio dinâmico.

Ying Yang são inseparáveis. Seu simbolismo é representado por um círculo dividido em duas metades iguais por uma linha sinuosa. A parte preta é ying e a parte branca é yang. Podemos observar que o comprimento da separação das cores é igual a circunferência exterior e que o contorno de cada metade ying e yang é igual ao perímetro da figura. Cada um dos elementos contém o germe do outro, na forma do ponto claro ou do ponto escuro.

Na visão cabalista, o ying e yang representa o céu e a terra, presos um ao outro, abraçando-se mutuamente. Para os chineses, o ying e yang significa que o tempo (e o espaço) é “Uno”, ou seja, a matéria e o espírito também. A ação de uma pessoa resulta em uma reação boa ou má. Tudo no ser é ying ou yang, com a dupla possibilidade de evolução ou involução.

Christopher Markert em seu livro Ying e Yang – Polaridade E Harmonia Em Nossa Vida”, explica que só é possível ser feliz e ter sucesso quando se vive em sintonia com as forças cósmicas como o consciente e inconsciente, corpo e espírito, ideal e realidade, doce e salgado, direita e esquerda, dia e noite, etc. Cada pólo, portanto, tem valor idêntico ao outro, onde estes se complementam e se necessitam mutuamente.

READ  Margaret Howell Fall/Winter 2013

Se o equilíbrio for perturbado, ambas as partes mostram o seu lado destrutivo e maléfico. A meta não é incentivar um pólo em prejuízo do outro, mas visar um equilíbrio que beneficie ambos os pólos. A vida busca o equilíbrio correspondente a cada lugar e a cada momento. Ao acordar, por exemplo, a pessoa pode tomar uma decisão “prática”, mas a noite pode seguir a “intuição”. Isto é ying e yang.

Nem a terra nem o céu são perfeitos, mas juntos podem formar a perfeita harmonia. Ying e yang são vistos como um jogo harmonioso, e não competitivo. É discernir que ambos os elementos contém aspectos fortes e fracos.

YIN YANG
Inspirado na filosofia oriental, este ensaio coloca os modelos Luis Willer (o loiro) e Lucas Gonzaga (o negro), ambos da Oca Models, representando os opostos que se completam (ying e yang) e vestindo peças nas cores preta e branca. Fotografia Guga Ribeiro. Concepção e produção de Petrone.

 #Braziliansdoitbetter

 

0 comments on “YING YANG

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: